IPCA
-0.04 Set.2019
Topo
Tudo Golpe

Tudo Golpe

Categorias

Histórico

Funcionário da Caixa ligou para agendar o saque do FGTS? Cuidado, é golpe!

Flávio Tasinaffo

17/09/2019 04h00

Golpistas conseguem informações privilegiadas e dados pessoais de suas vítimas e usam isto para aplicar o golpe do agendamento do FGTS. Recebem, por exemplo, a informação de que uma empresa demitiu muitos funcionários e identificam uma vítima em potencial, com mais tempo de casa e, supostamente, um valor de fundo de garantia mais alto.

Como o golpe é aplicado?

Definido o alvo, um golpista liga para a vítima e finge ser funcionário da Caixa Econômica Federal. Com a promessa de evitar filas e agilizar o processo, ele tenta agendar dia e horário para o saque do FGTS. Cita algumas informações pessoais e até o valor aproximado a ser retirado, para que a proposta pareça verdadeira.

Mas é tudo um golpe, uma armadilha para aplicar o crime conhecido como "saidinha de banco". Se o criminoso souber o dia, horário e agência escolhida por sua vítima, será muito mais simples aplicar o golpe.

Veja a entrevista que o Tudo Golpe fez com uma vítima do golpe do FGTS:

Como evitar cair em golpes do tipo

O mais importante para não cair neste golpe é saber que a Caixa não liga para seus clientes para agendar o saque do FGTS.

Cerca de 96 milhões de pessoas têm direito ao saque de até R$ 500 de cada conta do FGTS, o que certamente deve aumentar a circulação nos bancos e chamar a atenção dos golpistas.

Listamos sete dicas para você se prevenir neste momento:

  • Em vez de sacar o valor em dinheiro, prefira transferi-lo para sua conta bancária, ainda que precise pagar uma taxa pelos serviços de DOC ou TED
  • Evite ir ao banco sozinho. Esta regra, aliás, se aplica em quaisquer circunstâncias, principalmente se você for aposentado, um dos alvos mais frequentes dos golpistas
  • Não aceite ajuda de estranhos. Se precisar de alguma coisa, procure por um funcionário do banco
  • O saque do FGTS pode ser feito em qualquer agência da Caixa. Então, se for realizar o saque em dinheiro, prefira uma agência que não esteja em sua região
  • Se for levar o dinheiro, separe-o em lugares diferentes: bolsas, carteiras, bolsos etc.
  • Ao sair da agência, certifique-se de que não está sendo seguido. Se não estiver seguro, não hesite em voltar para o banco e falar com o gerente sobre sua suspeita
  • E, principalmente, se for abordado por criminosos, nunca reaja. Eles, normalmente, estão armados, e sua vida é o mais importante

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.

Sobre o Autor

Flávio Tasinaffo é advogado, pós-graduado em Direito Penal e Processual Penal Econômico e tem 35 anos de experiência no segmento de prevenção à fraudes

Sobre o Blog

O blog Tudo Golpe é a extensão de um projeto criado por Flávio Tasinaffo (http://tudogolpe.com.br/) com o objetivo de alertar e ajudar as pessoas a não caírem em golpes rotineiros.